BOXE

BOXE



 
O boxe era chamado de pugilato quando foi adotado pela primeira vez em uma Olimpíada, em 688 a.C. Nesta 23ª edição dos Jogos Olímpicos da Antiguidade, os boxeadores competiam usando faixas de couro nas mãos para proteger os dedos e lutavam até que um dos dois caísse ou admitisse a derrota. Com o domínio romano sobre a região da Grécia o esporte foi se tornando mais violento, os lutadores tinham que brigar até a morte do adversário. O esporte durou até a queda do Império. Durante a Idade Média o pugilato foi abandonado. No século 17, na Inglaterra, os homens passaram a lutar por dinheiro e a luta se popularizou, ganhando o nome de boxe (do inglês box, esmurrar).
O nobre inglês Marquês de Queensbury criou determinadas regras para deixar a luta menos violenta. Estabeleceu que os combates seriam dentro de um ringue, separando o público dos atletas por cordas, e que cada assalto duraria três minutos com intervalo de um minuto entre eles.
A primeira luta com luvas, divisão de pesos e limitação de rounds foi feita entre o norte-americano John Lawrence Sullivan, então campeão mundial de boxe sob as antigas regras e James John Corbett, em 1892, nos Estados Unidos. Corbett venceu e manteve o título até 1897.
O boxe estreou nos Jogos Olímpicos em 1904, em Saint Louis, tendo como competidores apenas lutadores americanos e problemas na apuração dos vencedores. O Barão de Coubertin, admirador da luta livre e da luta greco-romana, abominava o pugilismo por causa do sangue. Em 1908, o esporte voltou com os mesmos problemas de Saint Louis. Só competidores ingleses lutaram e novamente houve problemas na definição dos vencedores. O Barão, que já não era fã do Boxe, proibiu-o nos Jogos de Estocolmo, em 1912. O pugilismo só voltou em cena em 1920, na Antuérpia.
Grandes boxeadores surgiram no cenário mundial, como Muhammad Ali, Teofilo Stevenson (ganhador de três ouros), Joe Frazier, George Foreman, Lennox Lewis, Jeff Fenech, Sugar Ray Leonard e Evander Holyfield.
No Brasil, temos como representante máximo do esporte o lutador Éder Jofre, que foi o único brasileiro campeão mundial em duas categorias: galo (1961) e pena (1973). Miguel de Oliveira foi
campeão mundial dos médio-ligeiros em 1974. Adilson Maguila Rodrigues foi campeão sul-americano e, em 1989, foi o segundo no ranking do Conselho Mundial de Boxe (CMB). Maguila chegou a lutar com o norte-americano Evander Holyfield, que o venceu por nocaute no segundo round. Acelino "Popó" Freitas tornou-se, em 99, campeão mundial superpena pela Organização Mundial de Boxe (OMB) ao vencer o russo Anatoly Alexandrov por nocaute.





BOXE - REGRAS 1
Atualmente são disputados dois tipos de boxe: o amador e o profissional. O primeiro, que também é chamado de boxe olímpico, tem como principal preocupação a total integridade física de seus lutadores. No amador são usados capacete, protetor genital e protetor bucal, para que não haja maiores danos aos seu praticantes, enquanto no profissional os competidores usam apenas luvas, calção e sapatilhas.
O boxe amador tem 13 categorias, segundo o peso do atleta (minimosca, mosca, galo, pena, leve, superleve, meio-médio, meio-médio-ligeiro, médio-ligeiro, médio, meio-pesado, pesado e superpesado); o profissional tem 18 (as mesmas do amador, exceto superpesado e mais palha, supermosca, supergalo, superpena, supermédio e cruzador).





BOXE - REGRAS 2
A disputa dá-se em um quadrado limitado por cordas, o ringue, que mede entre 4,90 m e 6,10 m. As lutas profissionais duram 12 assaltos, ou rounds, cada um de 3 min, e terminam imediatamente por nocaute se um dos atletas cair e não se levantar em 10 s. Se conseguir, considera-se knock down. Caso não haja nocaute, cinco juízes escolhem o vencedor por critério de pontos, com base no número de golpes dados ou o juiz de ringue interrompe a luta e declara um dos lutadores vencedor por nocaute técnico.



BOXE - REGRAS 3
Os principais golpes são o jab, os cruzados de direita, de esquerda e o gancho. É proibido atingir o adversário abaixo da cintura, sob pena de desclassificação. Na Olimpíada a luta tem três assaltos de 3 min, com 1 min de intervalo entre eles.





BOXE - REGRAS 4





0 Comments:

Post a Comment