GINÁSTICA

GINÁSTICA





 
Desde sua introdução, é um das modalidades que mais atrai o público aos estádios. A estréia foi nos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna, em Atenas 1896 e desde então muita discussão aconteceu sobre sua definição. Alguns chegaram até a classificá-la como um treinamento militar, pois os jovens espartanos usavam-na como preparação para a guerra. Mas prevaleceu a versão de que a definia como uma prática esportiva.

Argolas, barra fixa, barras paralelas, cavalo com alças, salto sobre o cavalo e exercícios combinados fazem parte da prova. Os homens competem em seis aparelhos: salto sobre cavalo, cavalo com alças, argolas, barras paralelas, barra fixa e solo. As mulheres em quatro: salto sobre cavalo, barras paralelas, trave de equilíbrio e solo.

Participam da fase eliminatória 98 homens e 98 mulheres. Cada ginasta faz uma apresentação em cada aparelho. Tudo é avaliado:
a composição da série, o grau de dificuldade dos exercícios e a execução. A nota de partida das provas, normalmente, é 10. Na apresentação do ginasta, ocorrem descontos à medida em que acontecem as falhas como a queda do aparelho ou do atleta sobre o aparelho, a flexão de braços ou de pernas ou qualquer outro detalhe que comprometa a técnica ideal do movimento.



GINÁSTICA RÍTMICA


Elegância e beleza são as principais características da ginástica rítmica. Nesta modalidade, os equipamentos são utilizados como suporte para as acrobacias olímpicas e complementos dos movimentos. A pontuação baseia-se não só na execução correta
dos movimentos, mas também na graciosidade das atletas. A
primeira exibição da ginástica rítmica aconteceu em 1984. Entre os materiais que as ginastas usam estão o arco, a bola, a corda,
a fita e a massa. 



GINÁSTICA - REGRAS 1
 


GINÁSTICA - REGRAS 2
 



GINÁSTICA - REGRAS 3


 




GINÁSTICA - REGRAS 4




GINÁSTICA - REGRAS 5
 


GINÁSTICA - REGRAS 6
 






GINÁSTICA - REGRAS 7
 



GINÁSTICA - REGRAS 8





0 Comments:

Post a Comment