REMO

REMO



 
Essa prática tem estreita ligação com história da humanidade e já foi muito utilizada no comércio e na guerra. As primeiras competições com botes impulsionados por remos teriam sido disputadas no antigo Egito por barqueiros do rio Nilo. Ainda há indícios de que provas de remo foram disputadas nos festivais esportivos da antiga Grécia. Durante a Idade Média, eram famosas as regatas que aconteciam em Veneza, em 1315, e em Londres, 1715, no rio Tâmisa. Aliás, foi na Inglaterra que o remo se organizou pela primeira vez, através de clubes como o Leander Club (1817), o mais antigo do mundo. O esporte acabou sendo mais difundido no ambiente universitário. Ficaram famosas as competições entre as universidades de Oxford e de Cambridge, que reuniam multidões na beira do Tamisa. A prova tinha um percurso de 3,2 quilômetros (atualmente é disputada em 7 km).
Da Inglaterra, as regatas espalharam-se para diversos países da Europa, ganhando grande impulso. As embarcações, que em princípio eram largas e pesadas, foram aperfeiçoadas dentro de uma técnica que permitiu a obtenção de resultados cada vez melhores, devido à rapidez com que passaram a deslizar sob as águas.
A estréia olímpica do remo aconteceu nos jogos de Paris em 1900, onde foram disputadas seis modalidades, desde o single scull até o oito sem patrão. O esporte obedece à norma geral das organizações esportivas, controlada no âmbito mundial pela Fédération Internacionale des Sociétés d'Aviron (FISA) com sede na Suíça.
No Brasil, o remo começou pelo porto de Santos por volta de 1890 e no início do século já era o esporte favorito da aristocracia do Rio de Janeiro.
Fazem parte dos Jogos Olímpicos as seguintes categorias:
Skiff simples: um remador no barco de 8,2 metros de comprimento;
Skiff duplo: dois remadores no barco de 10,4 metros de comprimento;
Skiff duplo leve: a direrença para o skiff duplo é o limite de peso para os remadores. Para as mulheres, 59 quilos e para os homens 72,5 quilos;
Skiff quádruplo: quatro remadores no barco de 13,4 metros;
Dois sem: mesmo tamanho do skiff duplo, cada remador usa um remo;
Oito com patrão: oito remadores com um remo cada, mais o timoneiro, no barco de 18,9 metros. É a modalidade mais veloz, podendo atingir 22 km/h.
Duas provas são exclusivas para homens:
Quatro sem: barco de 13,4 metros de comprimento, com quatro remadores com um remo cada;
Quatro sem leve: como no quatro sem, mas com o limite de peso de 72,5 quilos. 





REGRAS:


  • O esporte é praticado em barcos nos quais os atletas se utilizam de remos para a impulsão, em raias com 2.000 m de distância. O objetivo é simples: chegar à frente do adversário, como em uma corrida. Em um barco a remo, todas as suas partes devem estar firmemente fixadas ao seu corpo (casco) incluindo os eixos das partes móveis, mas o carrinho pode se movimentar, sobre sua linha longitudinal, para permitir ao remador o movimento de impulsão.
  • Normalmente, o local de disputa tem nove raias, das quais apenas seis são utilizadas. Após o árbitro gritar a palavra "atenção", acende-se um sinal vermelho e, logo depois, o verde, acompanhado de um toque de campainha que sinaliza a largada. Se acontecer uma "queimada" (quando se larga antes do aviso), é realizada uma nova largada. Se o mesmo barco queimar novamente, é desclassificado. Bóias ao longo do percurso demarcam as raias.
  • O tamanho dos remos também varia de acordo com a modalidade. Nas provas de skiff, o atleta usa dois remos relativamente curtos. Já em outras provas o remo é mais longo, podendo chegar a quase 4 m de comprimento.
  • Dependendo do número de barcos inscritos em cada competição, são realizadas provas eliminatórias, das quais se classificam os 12 melhores barcos, que vão para as semifinais. Os eliminados nesta fase ainda têm mais uma chance na repescagem.
  • As regatas são realizadas em linha reta. Apenas seis barcos disputam cada prova. A largura das raias é de 13,5 m e são delimitadas por bóias coloridas. A profundidade mínima da raia é de 3 m.
  • Skiff Simples: Com 8,20 m de comprimento e 14 kg, são apropriados para um único competidor que maneja dois remos curtos.
  • Skiff Duplo: Com um barco de 10,40 m de comprimento e 27 kg, suporta dois competidores, com dois remos curtos cada um.
  • Skiff Duplo Leve: A diferença para o Skiff Duplo Leve é o limite de peso dos atletas, sendo que homens devem ter menos de 72,5 kg e mulheres, 59.
  • Skiiff Quádruplo: Com 13,40 m de comprimento e 52 kg, é uma embarcação para quatro atletas com dois remos curtos cada.
  • Dois sem Timoneiro: Nesta prova os barcos medem 10,40 m de comprimento, pesam 27 kg como no Skiff Duplo, são apropriados para dois atletas, porém, os remos, neste caso, são longos.
  • Quatro sem Timoneiro: Os barcos medem 13,40 m de comprimento e pesam 50 kg suportando quatro atletas.
  • Quatro sem Timoneiro Leve: A embarcação é a mesma do Quatro sem Timoneiro, porém com limites de peso de 72,5 kg na modalidade masculina e 50 na feminina.
  • Oito com Timoneiro: Oito atletas e um timoneiro competirão em um barco de 19,90 m e 96 kg.
CATEGORIAS DO REMO
MASCULINO
Skiff Simples, Skiff Duplo, Skiff Duplo Leve, Skiiff Quádruplo, Dois sem Timoneiro, Quatro sem Timoneiro, Quatro sem Timoneiro Leve, Oito com Timoneiro são as provas
FEMININO
Para as mulheres, são estas: Skiff Simples, Skiff Duplo, Skiff Duplo Leve, Skiff Quádruplo, Dois sem Timoneiro, Oito com Timoneiro

0 Comments:

Post a Comment