VÔLEI DE PRAIA

VÔLEI DE PRAIA






Desde 1940, era jogado nos Estados Unidos e com a popularidade, conquistou cada vez mais espaço. Na década de 50, foram organizados os primeiros torneios amadores no Brasil, nas praias de Copacabana e Ipanema. Durante décadas, a modalidade foi vista apenas como uma distração de final de semana, praticado por milhares de pessoas em toda a orla marítima, principalmente no Rio de Janeiro.
Em 1986, grandes nomes internacionais da praia foram reunidos pela primeira vez, para o Hollywood Volley, em Copacabana, no Rio e em Santos, São Paulo. A partir daí, o vôlei de praia começou a conquistar espaços na mídia e no coração dos torcedores e passou a ser oficializado pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB). No ano seguinte, foi realizado o primeiro campeonato mundial, na praia de Ipanema e, em 1989, a FIVB instituiu o Circuito Mundial Masculino, World Champion Series. Nos primeiros quatro anos, o domínio foi dos americanos, mas aos poucos, os brasileiros foram dominando e hoje são absolutos no circuito.
Em 1992, foram realizadas as primeiras competições femininas e em 1994, o primeiro circuito mundial para as mulheres.
A modalidade estreou nas Olimpíadas em 1996, nos jogos de Atlanta, Estados Unidos com o consentimento do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Juan Antonio Samaranch, após assistir à etapa carioca do circuito mundial, em setembro de 1993.

VÔLEI DE PRAIA - REGRAS
A bola pode ser golpeada com qualquer parte do corpo. E o jogo tem por objetivo enviar a bola por cima da rede para o solo do campo do adversário. Não é permitido ao jogador golpear a bola duas vezes seguidas (exceto quando do bloqueio e no primeiro toque da equipe). Só a dupla que estiver sacando pode marcar "ponto" (exceto no set decisivo disputado no sistema tie-break). Cada set tem no máximo 12 pontos. Caso haja empate, o terceiro set vai até 12, mas com obrigação de ter dois pontos de diferença. Este set é disputado no sistema de tie-break.

0 Comments:

Post a Comment